sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Maitê Proença: uma vergonha


Maitê Proença: uma vergonha

VEJAM o vídeo e, por favor, divulguem:

Este vídeo foi para o ar no programa Saia Justa. A actriz (?) e escritora (?) Maitê Proença estava em Portugal por causa de uma peça teatral e aproveitou o seu momentos de horas vagas (?) para fazer algumas imagens para o quadro do semanal do canal GNT. A pergunta é: como isso foi para o ar? O tema? Aquele mesmo assunto pobre de sempre: gozar com os portugueses. Como isso ainda não basta, ela terminou o vídeo cuspindo. A pergunta é novamente: para quê? Será um laboratório para ela ser "o próximo chafariz" da nova novela da TV Record?

Todo o vídeo é uma ofensa a Portugal e aos portugueses. Começa por ir a Sintra para mostrar uma porta de uma casa aparentemente comum com o 3 virado para a direita e, sem perceber o significado esotérico, zoa com os portugueses, pois diz que aquilo demonstra que está em Portugal - os caras nem sabem colocar direito um algarismo numa porta! Só vai a Sintra, que tem imensos monumentos, castelos e palácios, para gozar com aquilo.
Depois goza com o Tejo ser, para os portugueses, o mar, quando na realidade ela está junto ao Estuário do Tejo, onde o rio desagua no mar e ambos se confundem. Fala também no Salazar, de que ela não sabe nada, imaginando que, por ter sido um ditador, foi igual a Hitler ou a Mussolini. Goza com o túmulo de Camões, com o estilo arquitectónico manuelino, enfatizando o Manuel, nome injuriado no Brasil nas piadas de português e fala também no episódio no Hotel com o seu PC, quando o Hotel tem áreas de Internet e se tinha problemas com o seu Computador pessoal, deveria usar o equipamento disponível no Hotel para os clientes. O Hotel não tem obrigação de reparar os equipamentos pessoais dos clientes, sejam PC's ou carros ou máquinas de barbear ou sei lá o quê.
Eu acho que ela vai ter muita vergonha quando souber das reacções dos portugueses ao vídeo e vai pensar duas vezes antes de voltar a falar do país e dos seus habitantes. Infame, só revelou ignorância e rancor, talvez dor de cotovelo.

Quem deveria ter acesso a este vídeo eram os milhares de portugueses que gastaram muitos euros para assistir às suas peças de teatro em Portugal. O que lhe vale é que o povo português é o mais simpático e sereno do mundo.

Enfim... vejam o vídeo e, por favor, divulguem:



http://www.youtube.com/watch?v=1GCAnuZD7bk



Essa mulherzinha quando voltar a Portugal para, cinicamente, dizer maravilhas muito simpáticas, terá explicações a dar...é favor fazer circular para que bem conste...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

domingo, 24 de maio de 2009

A CANÇAO MAIS POPULAR




Os meus computadores
Em nada são iguais
E até o Hugo Chavez
É deles que gosta mais
Até o Hugo Chavez
É deles que gosta mais
.
Os meus computadores
Em nada são iguais
Abro o Excel e aparece
O Orçamento, que ternura
Tão leve que até parece
Fruto da minha loucura
.
Mas o Word ciumento
Quer brilhar na sua vez
Neste texto que é bem técnico
Ele corrige o inglês
.
Os meus computadores
Em nada são iguais
E até o Hugo Chavez
É deles que gosta mais
Até o Hugo Chavez
É deles que gosta mais
Os meus computadores
Em nada são iguais
.
E minha mão sobre o rato
Sem saber o que fazer
Imprimo outro diploma
Pr'aumentar ao meu saber
.
Que o Magalhães não encrave
Eu já pedi tanta vez
Pois enquanto ele trabalha
Faz feliz um português
Lalala-rala-ralala
Lalala-rala-rala
Lalala-rala-ralala
Lalala-rala-rala
Lalala-rala-ralala...

sábado, 16 de maio de 2009

Repartiçao Publica - Entrevista de trabalho


Numa entrevista de emprego numa repartição pública, o chefe pergunta:

- O senhor já sofreu algum acidente grave?

- Sim. Quando servia o exército, participei numa batalha simulada e um tiro atingiu os meus tes..tículos. Tive que extraí-los!

- Santo Deus! - Exclamou o entrevistador, sem conseguir disfarçar a piedade.

- Bem, o emprego é seu! Nós chegamos sempre às 8, mas o senhor pode chegar às 10. Tudo bem...

- Mas por que eu vou ter esse privilégio?

- É que, o senhor sabe como é... Repartição pública... O pessoal fica sempre a coçar os tomates duas horas antes de começar a trabalhar!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Não deixe que o parlamento europeu lhe feche a internet...


Não deixe que o parlamento europeu lhe feche a internet... não haverá volta atrás!



Aja agora!

O acesso à internet não é condicional



Todos os que têm um site, blog bem como todos aqueles que usam o Google ou o Skype, todos aqueles que gostam de expressar as suas opiniões livremente, investigarem do modo que entendem seja para questões pessoais, profissionais ou académicas, todos os que fazem compras online, fazem amigos online, ouvem música ou vêm videos...



Milhões de europeus dependem da internet quer seja directa ou indirectamente no seu estilo de vida. Tirá-la, limitá-la, restringi-la ou condicioná-la, terá um impacto directo naquilo que fazemos. E se um pequeno negócio depender da internet para sobreviver, torná-la inacessível num período de crise como o que vivemos não pode ser bom.



Pois a internet que conhecemos está em vias de extinção através das novas regras que a União Europeia quer propôr no final de Abril. Segundo estas leis, os provedores de serviço, ou seja as empresas que nos fornecem a internet, PT, Zon, Clix entre muitas outras, vão poder legalmente limitar o número de websites que visitamos, além de nos poderem limitar o uso ou subscrição de quaisquer serviços que queiramos de algum site.



As pessoas passarão a ter uma espécie pacotes de internet parecidos com os da actual televisão. Será publicitada com muitos "novos serviços" mas estes serão exclusivamente controlados pelo fornecedor de internet, e com opções de acesso a sites altamente restringidas.



Isto significa que a internet sera empacotada e a sua capacidade de aceder e colocar conteúdo será severamente restringida. Criará pacotes de acessibilidade na internet, que não se adequam ao uso actual que damos à internet hoje.



A razão é simples...



Hoje a internet permite trocas entre pessoas que não são controladas ou promovidas pelo intermediário (o estado ou uma grande empresa), e esta situação melhora de facto a vida das pessoas mas força as grandes corporações a perderem poder, controle e lucros. E é por isso que estas empresas forçam os políticos "amigos" a agirem perante esta situação.

A desculpa é a pirataria de filmes e música, mas as verdadeiras vítimas seremos todos nós, a democracia e a independência cultural e informativa do cidadão.



Recentemente, vieram com a ideia que a pirataria de vídeos e música promove o terrorismo (http://diario.iol.pt/tecnologia/mapinet-internet-pirataria-terrorismo-crime-tvi24/1058509-4069.html ) para que seja impensável ao cidadão comum não estar de acordo com as novas regras...



Pense no modo como usa a internet! Que significaria caso a sua liberdade de escolha lhe fosse retirada?



Hoje em dia, a internet é sobre a vida e liberdade. É sobre fazer compras online, reservar bilhetes de cinema, férias, aprendermos coisas novas, procurar emprego, acedermos ao nosso banco e fazermos comércio.

Mas é também sobre coisas divertidas como namorar, conversar, convidar amigos, ouvir música, ver humor, ou mesmo ter uma segunda vida.

Ela ajuda-nos a expressarmo-nos, inovarmos, colaborarmos, partilharmos, ajuda-nos a ter novas ideias e a prosperar... tudo sem a ajuda de intermediários.



Mas com estas novas regras, os fornecedores de internet escolherão onde faremos tudo isso, se é que nos deixarão fazer.



Caso os sites que visitamos, ou que nós criámos não estejam incluídos nesses pacotes oferecidos por estas empresas, ninguém os poderá encontrar.



Se somos donos de um site ou de um blog e não formos ricos ou tivermos amigos poderosos, teremos de fechar.



Só os grandes prevalecerão, com a desculpa de que os pequenos não geram tráfego suficiente para justificar serem incluídos no pacote.



Continuaremos a ter a Amazon, a Fnac ou o site das finanças, mas poucos mais.



Os telefonemas gratuitos pela internet decerto que acabarão ( como já se passa nalguns países da Europa) e os pequenos negócios e grupos de discussão desaparecerão, sobretudo aqueles que mais interessam, os que podem e querem partilhar a sua sabedoria gratuitamente com o mundo.


Se nada fizermos perderemos quase de certeza a nossa liberdade e uso livre da internet.


A proposta no Parlamento Europeu arrisca o nosso futuro porque está prestes a tornar-se lei, uma lei quase impossível de reverter.


Muitas pessoas, incluíndo deputados do Parlamento Europeu que a vão votar positivamente, não fazem a menor ideia do que isto pode querer dizer, nem se apercebem das implicações brutais que estas regras terão na economia, sociedade e liberdade. Estas medidas vêm embrulhadas numa coisa chamada "Pacote das Telecom´s" disfarçando estas leis de algo que apenas é relativo à indústria das telecomunicações.


Mas na verdade, tudo não passa de regras sobre o uso futuro da internet. A liberdade está a ser riscada do mapa.



Nestas leis propostas, estão incluídas regras que obrigam as Telecoms a informaram os cidadãos das condições em que o acesso à internet é fornecido. Parece ser uma coisa boa, em nome da transparência, mas não passa de uma diversão para poderem afirmar que podem limitar o nosso acesso à liberdade na internet, apenas terão é que informar-nos disso.



O futuro da internet está em jogo e precisamos de agir já para o salvar.

Diga ao Parlamento Europeu que não quer que estas alterações sejam votadas.

Lembre-os que as eleições europeias são em Junho e que a internet ainda nos dá alguma liberdade para que possamos observar e julgar os seus actos no Parlamento.

Saiba que não está sozinho(a) nesta luta... Enquanto lê isto, centenas e centenas de outras organizações estão a trabalhar para que esta mensagem chegue a quem de direito. Milhares de pessoas estão também a contactar os seus deputados neste sentido. Ajude-se a si mesmo, colabore e faça o que pode por esta causa...



A internet é tão sua como deles...


Divulgue esta mensagem o mais que possa...

................................................

terça-feira, 28 de abril de 2009

IMPORTANTÍSSIMO CONHECER, MESMO QUE A MAIORIA DAS PESSOAS POSSA ESTAR USANDO POR ACHAR BONITO

IMPORTANTÍSSIMO CONHECER, MESMO QUE A MAIORIA DAS PESSOAS POSSA ESTAR USANDO POR ACHAR BONITO

ATENÇÃO A ESSES SIMBOLOS DE PEDOFILIA










FBI produziu um relatório em Janeiro sobre pedofilia. Nele estão colocados uma serie de símbolos usados pelos pedófilos para se identificar. Os símbolos são, sempre, compostos pela união de 2 semelhantes, um dentro do outro. A forma maior identifica o adulto, a menor a criança. A diferença de tamanho entre elas demonstra a preferência por crianças maiores ou menores.

Homens são triângulos, mulheres corações. Os símbolos são encontrados em sites, moedas, jóias (anéis, pingentes,.. .) entre outros objectos.

Os triângulos representam homens que adoram meninos (o detalhe cruel é o triângulo mais fino, que representam homens que gostam de meninos bem pequenos); o coração são homens (ou mulheres) que gostam de meninas e a borboleta são aqueles que gostam de ambos. De acordo com a revista, são informações recolhidas pelo FBI durantes as suas investigações. A ideia dos triângulos e corações concêntricos é a da figura maior envolvendo a figura menor, numa genialidade pervertida de um conceito gráfico. Existe um requinte de crueldade, pois esses seres fazem questão de se exibirem em código para outros, fazendo desses símbolos bijuterias, moedas, troféus, adesivo e o escambau. Infelizmente, é o design gráfico a serviço do mal.

SE VIR EM ALGUM CANTO, DENUNCIE!!!

AO ENCONTRAR UM SÍMBOLO DESSES, AVISE AS AUTORIDADES
Repassando. É importante divulgar

sábado, 4 de abril de 2009

Pois é... o Português é mesmo assim...


Pois é... o Português é mesmo assim...

Se tem um problema intrincado
Vê-se grego
Se não compreende algo
É chinês
Se trabalha de manhã à noite
É mouro
Se vê uma invenção moderna
É uma americanice
Se alguém fala muito depressa......... É espanhol
Se alguém vive com luxo............... À grande e à francesa
Se alguém quer causar boa impressão... É só para inglês ver
Se regateia o preço de algo........... É pior que um cigano
Se é agarrado ao dinhei............... É pior que um judeu
Se vê alguém divertir-se.............. Está a gozar que nem um preto
Se vê alguém com fato branco.......... Sinal de pouco dinheiro
Se vê alguém com fatos coloridos...... Parece brasileiro
Se vê uma mulher alta, toda boa....... Parece uma autêntica sueca
Se quer um café curto................. Pede uma italiana
Se vê horários serem cumpridos........ Trata-se de pontualidade britânica
Se vê um militar aprumado............. Parece um soldado alemão
Se uma máquina funciona bem........... É como relógio suíço

MAS QUANDO TUDO CORRE MAL. É ''À PORTUGUESA''

quarta-feira, 4 de março de 2009

Mensagem de D. Duarte de Braganca ao Pais (3/3/2009)

Abaixo divulgamos a mensagem de D. Duarte de Bragança chefe da Casa

Real Portuguesa e presidente de honra do Instituto da Democracia
Portuguesa, proferida hoje, por ocasiao do encerramento do I
Congresso Marquês Sá da Bandeira em Lisboa:

PERGUNTAS À DEMOCRACIA

D. Duarte de Bragança

Tem vindo a crescer em Portugal um sentimento de insegurança quanto
ao futuro, sentimento avolumado por uma crise internacional,
económica e social, de proporções ainda não experimentadas pela
maioria dos portugueses. São momentos em que importa colocar
perguntas à Democracia que desejamos.

Admitindo-se que a situação concreta é grave, torna-se necessário
encará-la de frente, antevendo todos os aspectos em que os
portugueses experimentam dificuldades.

Os tempos de crise vão-nos trazer privações mas também vêm
exigir reflexão. Este é o momento de olharmos para o que somos.
Para este país tão desaproveitado. Para a sua costa atlântica com
Portos tão ameaçados, para uma fronteira tão vulnerabilizada, para
um património cultural tão desaproveitado.

Temos de perguntar até onde deixaremos continuar o desordenamento do
território, que levou a população a concentrar-se numa estreita
faixa do litoral, ocupando as melhores terras agrícolas do país e
esquecendo o interior, reduzido a 10% do PIB.

Temos de perguntar à economia portuguesa por que razão os bens de
produção são despromovidos perante os "serviços", o
imobiliário, e ultimamente, os serviços financeiros. O planeamento
das próprias vias de comunicação se subjugaram a essa visão.

Temos de perguntar até onde o regime democrático aguenta, semana
após semana, a perda de confiança nas instituições políticas e
uma atitude de "caudilhização" do discurso.

Temos de perguntar até onde continuaremos a atribuir recursos
financeiros a grandes naufrágios empresariais, ou a aeroportos e
barragens faraónicas que são erros económicos.

Temos de perguntar até onde o sistema judicial aguenta, sem
desguarnecer os direitos dos portugueses, a perda de eficácia e a
morosidade crescente dos processos.

Temos de perguntar se não deveríamos estabelecer um serviço de
voluntariado cívico em que os desempregados possam prestar um
contributo à comunidade.

Temos de perguntar até onde as polémicas fracturantes que só
interessam a uma ínfima minoria política, não ofendem a imensa
maioria das famílias, preocupadas com a estabilidade pessoal e
económica.

Temos de perguntar como vamos aproveitar o ciclo eleitoral que se
avizinha, a começar pelas eleições europeias, onde será
desejável que apareçam independentes que lutem pelos interesses
nacionais.

Temos de perguntar se nas relações lusófonas, estamos a dar
atenção suficente às relações especiais que sempre existiram
entre Portugal e o Brasil.

Para ultrapassarmos as dificuldades, precisamos de todos os nossos
recursos humanos em direcção a uma economia mais "real", mais
sustentada, mais equitativa, uma economia em que respirem todas as
regiões a um mesmo "pulmão".

Apesar de tudo, o nosso sector bancário fugiu das estrondosas
irresponsabilidades dos congéneres mundiais. Saibam os Governos
regulamentar os apoios para as empresas grandes, médias ou pequenas
mas que sejam produtivas.

Em regime democrático, exige-se processos e discursos ditados pelo
imperativo de responsabilidade. A equidade e integridade territorial
só poderão ser obtidas com a participação de todos, e com
sacrifícios para todos.

Estamos confiantes que somos capazes de fazer das nossas fragilidades
as nossas maiores vantagens. Onde outros tiveram soluções muito
rígidas que falharam, nós venceremos promovendo os portugueses que
lutam por um país de imensas vantagens competitivas.

Mostremos como somos um grande País, uma Pátria em que todos cabem
porque acreditam na Democracia. Portugal precisa de mostrar o seu
projecto para o século XXI.
Pela minha parte, e pela Casa Real que
chefio, estou, como sempre, disponivel para colaborar.

http://www.democraciaportuguesa.org

Esta mensagem esta de acordo com a legislaçao Europeia e nao pode ser
considerada SPAM porque tem incluido contacto e instruçoes para remoçao da
nossa lista de e-mails. Qualquer mensagem deve estar claramente
identificada com os dados do emissor e dever proporcionar ao receptor a
hipotese de ser removida da lista (Directiva 2000/31/CE do Parlamento
Europeu; Relat�rio A5-0270/2001 do Parlamento Europeu

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Carnaval e crise financeira.


Durante este período de três dias que é o Carnaval, ninguém quer saber da crise financeira.
Ora bem tirarem um dia e relaxarem, mal não faz e até pode trazer benefícios.

Este Carnaval trás umas quantas pedras no sapato as quais passo a indicar:
- O nosso Governo levou a mal a brincadeira com o Magalhães - Deixem o povo divertir-se.
É Carnaval, ninguém leva a mal.
- Os Reis e Rainhas do Carnaval saiem caros - O rendimento de um ano de um Zé Povinho, ganho por apenas algumas horas num desfile.
Querem um conselho, se calhar não... mas cá vai, com tanta miúda gira por aí a querer mostrar os dotes de bailarina, é mesmo preciso pagar uns milhares de euros a um VIP qualquer!?

Mas deixemos as dores de cabeça para Quarta-Feira.
A todos um bom Carnaval.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Carta de Deus aos Habitantes da TERRA

















Carta de Deus aos Habitantes da TERRA
Senhor morador,


Gostaríamos de informar que o contrato de aluguer que acordamos há biliões de anos atrás, está vencendo.


Precisamos renová-lo, porém temos que acertar alguns pontos fundamentais:

# Você precisa pagar a conta da energia, está muito alta, como você gasta tanta ?

# Antes eu fornecia água abundante, hoje não disponho mais dessa quantidade. Precisamos renegociar o uso.

# Porque muitos comem o suficiente e outros estão morrendo de fome, se o quintal é enorme ? Se cuidar do jardim vai ter alimento para todos.

# Você cortou as árvores que dão sombra, ar e equilíbrio. O sol está muito quente e o calor aumentou. Você precisa replantar de novo.

# Todos os bichos e as plantas do vasto jardim devem ser cuidados e preservados. Procurei alguns animais, não os encontrei ! Só sei que quando fiz o contrato de aluguer a sua casa, eles existiam.

# Não vi os peixes nas águas dos oceanos, dos rios e dos lagos, você pescou todos ? Onde estão ?

# Precisam verificar o cinzento do céu, não vejo o azul !




Por falar em lixo, que lixeira a sua casa se tornou, latas, pneus, plásticos, animais...

Bom, é hora de termos uma conversa, necessito saber se você está interessado em aqui morar.

Caso afirmativo, o que você pensa fazer para cumprir o contrato ?Gostaria de o ter aqui para a eternidade, mas tudo tem um limite.

Você pode mudar ?


Aguardo suas respostas e atitudes.
Sua Casa:

Este assunto foi entregue à Associação de Inquilinos - Deus & Anjos, SA

......................................................

domingo, 1 de fevereiro de 2009

A guerra da água e a COCA COLA













Alguns países usam menos de 10 litros de água por pessoa ao dia.
Gâmbia usa 4.5; Mali, 8; Somália, 8.9; e Moçambique, 9.3.
Em contraste, o cidadão médio dos Estados Unidos usa 500 litros de água por dia, e a média britânica é de 200 litros.
No oeste, são utilizados cerca de 8 litros para escovar os dentes, 10 a 35 litros para nivelar a descarga, e 100 a 200 litros para tomar banho.

A superexploração dos lençóis freáticos e os grandes projetos de desvio de cursos d’água batem de frente com a preservação da Terra em sua totalidade.
Para se ter uma idéia da questão, é preciso saber que se cada parte do planeta recebesse o mesmo nível de precipitações, na mesma freqüência e segundo o mesmo esquema, as mesmas plantas cresceriam em toda a Terra e encontraríamos em todos os lugares as mesmas espécies de animais.
O planeta é feito de diversidade.
O ciclo hidrológico dos planetas é uma democracia da água – um sistema de distribuição para todas as espécies vivas.

Sem democracia da água, não pode haver vida democrática.

Entao como é que admitimos que a A Fabrica da Coca-Cola e Pepsi-Cola, extrai entre 1 milhão e 1,5 milhão de litros de água por dia...??
Enquanto há pessoas a morrer com falta de Agua ?



Comunidades rurais da Índia, que convivem com engarrafadoras da Coca-Cola, já sofrem com a falta de água na região.
Uma fábrica é capaz de captar até um milhão de litros de água por dia. Na Colômbia, desde1990, oito trabalhadores de fábricas da multinacional, que atuavam noSindicato dos Trabalhadores da Alimentação, já foram assassinados porgrupos paramilitares com a conivência da empresa. Na Turquia, 14 motoristas da empresa, atuantes nos sindicatos, já a denunciaram por intimidação e tortura. Coca-Cola é isso aí. Os casos estão relatados no documento Coca-Cola – o informe alternativo ,divulgado na Cidade do México pela organizaçãoo não-governamental Waron Want. É por isso que, na visão dos ativistas da entidade, boicotar os produtos da transnacional não significa apenas defender a água. Quemdecide não consumir mais produtos da Coca-Cola é porque chegou a um alto grau de consciência política-afirma Gustavo Castro, do México.No país em que o atual presidente da República já foi presidente nacional da multinacional, a empresa está se apoderando dos recursos hídricos. De acordo com o relatório, a Coca-Cola está recebendo incentivos e isenções para privatizar os aquíferos do Estado de Chiapas, rico em água.

Dá que penssar nao??

.......................................................................

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Mais um roubo !!!


Mais um roubo !!!

Levantamentos nas caixas ATM vai custar 1,50€


Os bancos preparam-se para nos cobrarem 1,50 Eur por cada levantamento nas caixas ATM.
Isto é, de cada vez que levantar o seu dinheiro com o seu cartão,
o banco vai almoçar à sua conta.
Este 'imposto' (é mesmo uma imposição, e unilateral)
aumenta exponencialmente os lucros dos bancos, que
continuam a subir na razão directa da perda de poder de compra dos Portugueses.
Este é um assunto que interessa a todos os que não são banqueiros e não têm pais ricos.
Quem não estiver de acordo e quiser protestar, assine a petição e
reencaminhe a mensagem para o maior número de pessoas conhecidas.


http://www.petitiononline.com/bancatms/


JÁ CHEGA DE SERMOS ROUBADOS PELA BANCA AO COBRO DA LEI.

........................................

JÁ SÓ FALTA UMA PETIÇÃO PARA MUDAR A LEI.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

anedota pegada


'' SOCIALISMO PLÁSTICO ''

Este país do faz-de-conta é cada vez mais uma anedota pegada.

Ora atentem lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 255 de 6de Novembro 2008:
.
EXEMPLO 1
No aviso nº 11 466/2008 (2ª Série), declara-se aberto concurso no I.P.J. para um cargo de "ASSESSOR", cujo vencimento anda à roda de 3.500 € (700 contos). Na alínea 7:... "Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na ... Apreciação e discussão do currículo profissional do candidato."

EXEMPLO 2
No aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO, cujo vencimento anda à roda de 450 € (90 contos) mensais.
Método de selecção:
Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos. A prova consiste no seguinte:
1. - Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. - Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. - Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
Depois vem a prova de conhecimentos técnicos: Inumações, cremações,exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.
Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais. Os cemitérios fornecem documentação para estudo.
Para rematar, se o candidato tiver:
- A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
- O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
- O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.
ISTO TUDO PARA UM VENCIMENTO DE 450 € MENSAIS!
Enquanto o outro, com 3.500 € !!! Só precisa de uma cunha.

POR ESTAS E POR OUTRAS, É QUE EXISTEM COVEIROS CULTOS E ASSESSORES ESTÚPIDOS.


@ ... no íntimo de cada cavalo, há sempre um burro por descobrir... @

http://rossiotejo.blogspot.com

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009